13 de dezembro de 2016

Resenha - Um Amor de Cinema, Victoria Van Tiem.

Autor: Victoria Van Tiem
Título: Um Amor de Cinema
Ano: 2014
Páginas: 294
Editora: Verus

Neste irresistível romance, Kenzi Shaw, uma designer fanática por filmes, é lançada nas águas turbulentas do amor — ao estilo de Hollywood — quando seu lindo ex-namorado lhe propõe uma série de desafios relacionados a comédias românticas para reconquistar seu coração.
Que garota não gostaria de vivenciar a cena das compras de Uma linda mulher? É o desafio número dois da lista. Ou tentar fazer os passos de dança de Dirty dancing? É o número cinco. Uma lista, dez momentos românticos de filmes e várias aventuras depois, Kenzi se pergunta: ela deve se casar com o homem que sua família adora ou arriscar tudo por um amor de cinema? 

Uau! assim começo a resenhar esse livro. Sabem aquele livro relaxante e que nos faz ler sem perceber? Assim é Um Amor de Cinema.

Cheio de referencias as comédias românticas do cinema. Sucessos como Uma Linda Mulher, já pensou em ter a cena das compras na 5º Avenida recriada apenas para você? Ou a cena de dança de Dirty Dancing? Eu nem consigo imaginar... rs.

A nossa protagonista é Kenzi Shaw, uma designer que simplesmente ama cinema. E sério gente, ela sabe as falas de cor e salteado. É incrível de ler!!!

Kenzi é uma designer de relativo sucesso e que está noiva de Bradley, o cara dourado! Sua família o ama e no serviço ele é querido por todos. Por sinal eles trabalham juntos. Deveria ser o casamento perfeito se não fosse por um pequeno empecilho chamado: Shane Bennett.


Shane foi o amor de Kenzi, mas a relação dos dois sofreu um grande baque e Shane foi embora. Para voltar sete anos depois e virar a vida de Kenzi do avesso. Percebemos logo de cara que ainda rola uma faísca entre os dois, por mais que Kenzi se sinta comprometida com Bradley e com a vida que ela quer criar ao seu lado. Afinal primeiro amor não se esquece nunca, né gente?

Eu adorei o Shane, ele tem um carisma... Ele é a encarnação do menino mau, beeem diferente do garoto dourado Bradley. Shane me conquistou, em nenhum momento ele fingiu os motivos para ele ter voltado. E não se furtou a explicar os acontecimentos de sete anos atrás. Então Ding, Ding, Ding: Shane milhões, trilhões de pontos <3.

A família de Kenzi é uma história a parte. Kenzi gasta uma grande quantidade de energia tentando cair nas graças da mãe, mas no fim quem parece combinar com sua mãe as mil maravilhas é sua cunhada Ren.

É engraçado em vários sentidos, Kenzi sempre usa um marca ponto na cabeça:

"Ren faz uma careta.- Ah, você devia fazer as unhas. Sua mão agora chama muita atenção, é melhor não estragar tudo com cutículas malfeitas. O Bradley merece esse capricho.Ding. Time Ren: duzentos e setenta e seis."

Shane recria as mais famosas cenas de cinema para Kenzi, ele diz que faz parte de um projeto e contrata a empresa em que ela trabalha para fazer o serviço. Ele quer Kenzi especificadamente para realizar esse serviço. Conforme a desenvoltura do livro passamos a entender o porque Shane foi embora e o que realmnte abalou a relação dos dois.

Bradley é um caso a parte aqui, ele é a definição da perfeição. Mas nem tudo que reluz é ouro e ele reserva algumas surpresas durante a leitura.

Vemos toda a história contada pelo ponto de vista de Kenzi, rimos e choramos com ela. Ela é uma personagem tão dramática rs, mas ao mesmo tempo tão verdadeira que não tem como não amar. A cada cena famosa de um filme que Shane e Kenzi recriam é muito legal. Lembrei de filmes que já nem pensava
mais.

Então sim esse livro é uma comédia romântica e merece uma atenção tipo já! Seria o máximo se fizessem um filme desse livro. Imaginem? Um filme recriando as mais famosas cenas de comédia romântica do cinema. E ainda recheado de situações hilárias. Não tem como não rir e nem como não amar.

Recomendo muitoooo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Pérolas Literárias - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo