13.12.16

Resenha - Peça-me o Que Quiser, Megan Maxwell.

Autor: Megan Maxwell
Título: Peça-me o Que Quiser
Ano: 2013
Páginas: 400
Editora: Suma de Letras

Com tempero latino e uma abordagem excitante, essa é a história da secretária espanhola Judith Flores e seu chefe, o alemão Eric Zimmerman, também conhecido como Iceman: um homem muito sério e com os olhos azuis mais intensos e sexies que ela já viu.
Recém-chegado ao comando da empresa Müller, antes dirigida por seu pai, Eric tem uma atração instantânea pelo jeito divertido de Judith e exigirá que ela o acompanhe nas viagens de trabalho pela Espanha. Mesmo sabendo que está se metendo numa situação arriscada, a ideia de estar ao lado de Iceman é irresistível. Com ele, a jovem viverá experiências sexuais até então inimagináveis, em um universo de fantasias eróticas pouco convencionais.
Conciliando sexo e romantismo na medida exata, Peça-me o que quiser é uma história de amor cheia de encontros e desencontros, na qual os jogos eróticos, o voyeurismo e o desejo de ultrapassar todos os limites do prazer são os grandes protagonistas.

Vou logo dizendo: se você é puritano, ou não curte livros eróticos não leia está resenha!!!

Li uma vez uma resenha deste livro, não me recordo de que blog que era, mas a frase era mais ou menos assim.

“Quando o gelo da Alemanha se encontrar com o fogo da Espanha o que poderá acontecer”?

Bom,minha gente, acontece de tudo e mais um pouco. Esqueçam Mister Grey e Cross e adorem Eric Zimmerman, o grande chefão. Sério, esse livro não explora apenas o erotismo; a autora foi bem ousada e não poupou nada.

Judith Flores é a nossa protagonista e trabalha para as empresas Zimmerman. Logo de cara, temos uma cena de sexo onde a nossa Jud sem querer flagra sua chefe cinquentona, que não quer envelhecer e adora os “jovens”, e seu amigo de trabalho Miguel. A cena é hot e mexe com Jud.

Logo Eric aparece em cena e o mundo de Jud é completamente mudado. O que ela achava que era e do que gostava muda após o primeiro de muitos contatos com Eric.

Esse livro gerou muitas polêmicas, cheguei a ouvir pessoas se referindo a ele como nojento. O livro não é nojento, minha gente, só que aborda um tema totalmente diferente de 50 tons e Crossfire. Swing, muitos braços e pernas, mas ainda assim muita intimidade.


Vocês podem imaginar, “Eca”, mas não é bem assim. Nosso Iceman (é assim que Eric é conhecido) se sente muito atraído por Jud, mas ele reconhece que adora, ama sexo e não o sexo convencional. Jud se choca, claro, mas decide que quer apreciar todas as facetas de Eric, incluindo sexo em grupo. Quando digo “grupo” não é uma multidão.

Apesar de o livro ter muito sexo do começo ao fim, percebemos muita intimidade e carinho entre os nossos protagonistas. Eles relutam, mas se apaixonam apesar de todas as probabilidades contra essa relação. E se vocês pensam que é difícil se apaixonar dividindo sua mulher ou homem com outros, novamente se enganam, eles se apaixonam, mas querem uma relação em que o sexo não seja confortável e, sim, eles ousam.

Para Eric nada é novidade, mas para Jud sim, então ela passa por cima de preconceitos e pudores e decide que quer experimentar e quer melhor professor que Eric?

Nem tudo aqui é sexo e flores, Jud descobre que Eric esconde um segredo que muda suas vidas. E claro existe sempre a ex que não percebe que atrapalha.

O que mais gostei neste livro foi o fato de a protagonista não ser mais uma fresca virgem boboca. Jud tem e teve seus casos não é boba nem nada e sabe o que fazer e o que quer e o mais interessante, com quem!

Não sei se esse tipo de relação na vida real daria certo. Não acho nem um pouco legal, mas na ficção pode tudo então para sair um pouco dessa rotina de livros eróticos que estão caindo do céu, eu recomendo.

Ok, vou parando por aqui, mas fica a dica: se curte livro erótico, e ainda não leu este, corre que é bom. Eu gostei, li sem preconceitos e ninguém que ler este livro ficará indiferente. Ame ou odeiem, essa é minha dica.

Nenhum comentário

Postar um comentário

© BLOG PÉROLAS LITERÁRIAS- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por MK DESIGNER E LAYOUTS