13 de dezembro de 2016

Resenha - Mordida, Meg Cabot.

Autor: Meg Cabot
Título: Mordida
Duologia: Insaciável #2
Ano: 2012
Páginas: 308
Editora: Galera Record

O poder especial de Meena Harper finalmente será valorizado. A Guarda Palatina - uma poderosa unidade secreta que caça demônios - a contratou para trabalhar na filial de Manhattan. A questão é: seu ex-namorado, Lucien Antonesco, é filho do Drácula e o príncipe da escuridão. Tudo bem, Meena decidiu que já chega de vampiros em sua vida... Ao menos até que consiga provar que, mesmo não tendo alma, os seres demoníacos não perderam a capacidade de amar.

Depois de ler insaciável estava muito ansiosa por essa continuação e infelizmente não posso dizer que tenha gostando do final do livro. Minha tristeza é que esse foi o ultimo livro e não haverá continuação, então o final é o final mesmo.

A narrativa desse livro foi acelerada e tudo acontecia ao mesmo tempo, mas para quem leu Insaciável se surpreendeu com certeza com o livro Mordida na verdade acho que Meg Cabot poderia ter acrescentado mais algumas páginas a Insaciável e ter terminado com apenas um livro, que seria filho único rs. A autora parecia estar com uma pressa danada de acabar com sua série de 2 vol. O desenrolar de toda a estória me desagradou e muito, na verdade foi triste esperar tanto por um livro e no final ele nos decepcionar.


Meena conseguiu me tirar do sério o livro todo e Alaric Wulf com sua visão estreita também me irritou. Alaric é um dos melhores se não o melhor guarda da palatina e sua missão é acabar com os demônios que enchem a terra. Meena tem o dom de saber quem irá morrer e isso a faz valiosa para a guarda palatina, mas até que ponto realmente Meena é importante? Para conseguir destruir Lucien Antonesco vidas serão colocadas em perigo e não importa quem ou o que se intrometer a palatina tem um propósito e pretende atingi-lo.

O final foi o que mais me surpreendeu não esperava e não gostei, a autora parece que tirou toda a luz de seus personagens, enfiou em um saco e jogou fora. Lucien Antonesco um dos principais se não o principal está totalmente diferente de sua apresentação em Insaciável. Alaric Wulf tão irritante como sempre, nunca gostei muito dele, e claro Meena sem saber o que realmente quer ainda, e quando chegar a hora Ai ai fiquei com vontade de estourar quando terminei o livro.

Algumas partes foram boas e me fizeram rir, mas o principal realmente não foi o que eu esperava e ainda surge um romance que é anunciado em Insaciável, mas que a meu ver não tinha chance de crescer. O que parece que Meg Cabot não achou, tirando todo o carisma de seus personagens e no final centrando a estória onde não deveria. #revolta.

Não direi mais nada porque realmente nem sei o que dizer para quem leu Insaciável e leu Mordida sabe o que quero dizer, quem não leu e se interessar de uma chance aos dois livros e descubram o que me desagradou!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Pérolas Literárias - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo