6 de dezembro de 2016

Resenha - Maior Que Tudo, A. J. Ventura.

Autor: A.J Ventura
Título: Maior Que Tudo
Editora: Amazon e-book
Ano: 2014  
Páginas: 297

Aos 26 anos, brasileira e morando em Nova York, a sonhadora e romântica professora Anna já desistiu do príncipe encantado. Apaixonada por musicais da Broadway, vive através do teatro as emoções que acha que nunca terá na vida real. Sem se sentir atraente fisicamente, passa os dias entre o teatro e os alunos, sem nunca ter experimentado uma verdadeira paixão.
Tudo muda ao conhecer o misterioso Joel. De uma beleza estonteante e com a sensualidade à flor da pele, ele tem o poder de tirar Anna da concha e mostrar que além de tudo o que tem para aprender, ela pode ter mais a ensinar do que imagina.
Conhecer um homem como Joel, muda a forma como Anna encara a vida, os homens e a si mesma. Ele não oferecia nada além de prazer, mas seria possível que ele visse além da aparência física e se interessasse de verdade por ela?
Ela sabia que era difícil acreditar nele, mas como questionar se ele era tão honesto ao afirmar que não poderia lhe oferecer nada além de prazer e cupcakes? Devia aceitar o que ele oferecia embora achasse que não era suficiente? Devia pular do precipício que era o relacionamento meramente sexual que ele propunha?
Anna queria responder a essas perguntas de forma honesta e tomar uma decisão consciente, mas bastava que Joel a tocasse para que tivesse todas as suas respostas, físicas e mentais, a seu favor.... Estava perdida. 

Maior que Tudo foi enviado para resenha pela escritora parceira A. J. Ventura. E eu simplesmente amei! Durante minha leitura na madrugada eu parei simplesmente porque não queria acabar. Foi a clássica tentativa de remar para não acabar o livro.

Anna é brasileira tem 26 anos, professora e vive em NY com a amiga Pat, juntas dividem um apartamento e tem o sonho de abrir seu próprio negócio.

Anna é apaixonada por teatro, sério ela ama de paixão. E em uma de suas idas ao teatro ela encontra Joel, muito por acaso na verdade. Pensando que um homem tão lindo como Joel não olharia duas vezes para uma mulher como ela, Anna tenta tirá-lo da cabeça. Sem sucesso.


Anna é a típica mocinha insegura, não se acha bonita – mesmo as pessoas falando que ela é sim – já está bem calejada por ter se envolvido com homens que apenas queriam usá-la para chegar até aquela amiga lindíssima. Então nada estranho que ela não se sentia boa o suficiente para Joel. Que é lindo, charmoso e quente!

O destino intervém e eles se reencontram, logo se envolvem. Mas Joel tem segredos, ele é aquele tipo de cara maravilhoso e misterioso, quer combinação melhor?

A relação deles é puramente física, mesmo Anna querendo mais ela aceita – por enquanto – o que pode ter.

Maior que Tudo é a mescla perfeita de chick-lit, erótico e comédia. Serio gente eu tive que me segurar nas gargalhadas. A Anna tem cada pensamento que não tem como não rir com ela. Você ri com ela e sofre com ela. Anna é real demais.


“-Meu Deus… E se ele não conseguir romper esse hímen? E se eu sangrar igual uma vítima do Jason e ele tiver que me levar para o hospital?”

A autora conseguiu criar uma personagem que não é perfeita, não tem aquele corpo escultural. Ela é gordinha e tem todas as inseguranças que nós mesmas teríamos se encontrássemos um Joel – tudo de bom – na vida e ele fosse perfeito demais para ser real. Perguntaríamos sim o que ele viu em nós. E a Anna é assim, cheia de inseguranças, mas ela avança no que ela quer e não deixa a oportunidade de ser feliz passar.

Quer um romance leve, com cenas hot que são uma delicia de ler e ainda de quebra gargalhar de chorar? Maior que Tudo é o livro certo para isso. Vou deixar alguns quotes que me fizeram chorar de rir.

A amiga de Anna, Pat é uma coisa a parte!!! Deveria ser lei uma pessoa ter uma amiga, irmã assim. Maravilhosa, prestativa, leal e tudo o que uma amiga/irmã deveria ser. O próximo livro é dela e estou beeeem ansiosa para poder conhecer os sentimentos de Pat. Ela não parece ser igual a Anna arriscaria dizer – pelo que li nesse livro – que Pat pode ser o oposto de Anna.

Nem preciso comentar quem foi a amiga que foi dessa sinceridade toda né? rs


“- Garota a gente tá falando de uma trepada, não de um lançamento de foguete. Que porra de hora certa que nada! Passou dos vinte já complica, filha. Dá logo isso, porque se você morrer virgem você não vai se perdoar.”

Tem muitos outros quotes que separei, mas não vou encher a resenha deles ou vocês não terão surpresas ao ler esse livro. Suuuuper indico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Pérolas Literárias - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo