10 de dezembro de 2016

Resenha - A Herdeira, Kiera Cass.

Autor: Kiera Cass
Título: A Herdeira
Ano: 2015
Páginas: 390
Editora: Seguinte

Vinte anos atrás, America Singer participou da Seleção e conquistou o coração do príncipe Maxon. Agora chegou a vez da princesa Eadlyn, filha do casal. Prestes a conhecer os trinta e cinco pretendentes que irão disputar sua mão numa nova Seleção, ela não tem esperanças de viver um conto de fadas como o de seus pais… Mas assim que a competição começa, ela percebe que encontrar seu príncipe encantado talvez não seja tão impossível quanto parecia.

Vinte anos após a seleção em que nos apaixonamos pelo príncipe Maxon e America Singer, agora é a vez de sua filha princesa Eadlyn ter a sua seleção.

Dessa vez 35 rapazes serão os escolhidos para conquistar o coração da princesa Eadlyn futura rainha de Iléa.

Com o povo descontente a forma que a família real encontrou para “distraí-los” foi uma nova seleção. Mesmo contra a vontade de Eadlyn. vemos tudo pelo ponto de vista dela então temos uma boa noção do seu descontentamento sobre A Seleção.

O livro gira em torno disso, os selecionados, a Eadlyn sendo uma princesa mimada e repetindo uma frase, a cada cinco minutos, que era a mulher mais poderosa do mundo. Cansativo para se dizer o mínimo.

Vinte anos depois que Maxon foi coroado o sistema de castas que foi abolido no início do seu reinado, como vocês lembram no final de A Escolha, começa a dar problemas. Vinte anos depois!!! Como é possível isso? Antes não tinha problemas? Foram vinte anos de paz e de repente puff acabou-se a paz?


Esperava ver mais do desenvolvimento da relação de Maxon e America já que passamos três livros esperando pelo “felizes para sempre” deles. Queria saber como a relação de casados teve início, o começo do reinado, America se ajustando a ser Rainha quando relutou muito em aceitar seus sentimentos por Maxon e o título. Eles não pareciam eles, se é que isso é possível.

Na minha opinião Kiera Cass poderia ter trabalhado um pouco mais o final de A Escolha para que A Herdeira não nos deixasse com esse sentimento de estranheza em relação aos protagonistas da primeira seleção.

Achei o final completamente desnecessário e sem sentido. Espero que no próximo livro as pontas soltas sejam amarradas e Eadlyn esteja mais madura. Porque ela é mimada e em muitos momentos egoísta sim. Tantas descrições de vestimentas e penteados também me cansaram. Não sei se a intenção era mostrar a princesa como fútil ou não. Mas espero que no próximo livro ela esteja mais madura e se preocupe menos com roupas e penteados.

Enfim não tenho muito o que dizer apenas que não gostei tanto desse livro como esperava.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Pérolas Literárias - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo