11 de dezembro de 2016

Resenha - Dominic, L.A. Casey.

Autor: L.A. Casey
Título: Dominic
Série: Irmãos Slater #1
Ano: 2015
Páginas: 371
Editora: Bezz

Depois de um acidente de carro que matou seus pais quando ela era uma criança, Bronagh Murphy escolheu a isolar-se das pessoas num esforço para manter seu futuro longe de sofrimentos. Se ela não se aproximar de pessoas, falar com elas ou conhecê-las de qualquer forma, ela conseguirá ficar sozinha, do jeito que ela quer.
Quando Dominic Slater entra em sua vida, ignorá-lo é tudo o que ela tem que fazer para chamar sua atenção. Dominic está acostumado a chamar atenção, quando ele e seus irmãos se mudam para Dublin, na Irlanda, para cuidar do negócio da família, ele ganha a atenção de todos. Todos, exceto da bela morena com uma língua afiada.
Dominic quer Bronagh e a única maneira que ele tem de chegar até ela, é arrancá-la do seu isolamento voluntário, e ele vai fazê-lo da única maneira que sabe… pela força.
Dominic a quer, e o que Dominic quer, Dominic pega!

Já comentei que o que mais me chamou a atenção em Dominic foi a capa! Muito parecida com Real. Semelhanças acabam aí.

Dominic, mais conhecido como brucutu por mim, não tem nada de novo ou excepcional. Achei o livro um genérico de Real, verdade seja dita. Ri bastante e fiquei um pouco brava com algumas passagens.

Bee é uma moça solitária por opção. Depois de perder os pais não quer saber de se envolver emocionalmente com ninguém. Vive com sua irmã Branna, aliás essa é uma irmã dos sonhos, e está satisfeita. Até que Dominic entra em sua vida.

Dominic se muda para a Irlanda com seus irmãos. Lutador não por opção. Luta por aqueles a quem ama. Aí tem um mistério que quem leu sabe. Quem não leu não vai saber até ler. rs


Logo no primeiro encontro farpas voam entre Nico e Bee. Eles se ofendem, e nossa como se ofendem. Muitos palavrões, tiradas e não sei mais o que. É divertido, mas acho que a autora se perdeu em tantos palavrões de cadela pra baixo existe aqui.

O romance é bonitinho, mas não achei quente e nem envolvente. O livro em todo pode ser lido sem medo de sobressaltos. Mas não é o melhor do gênero e não vai entrar para os meus preferidos.

Achei Bee muito marrenta e metida a valente quando sabe que não vai apanhar.

O que salvou totalmente o livro para mim e por isso 3 estrelas foi q Branna. Ela criou a Bee desde a morte dos pais. Foi pai, mãe e irmã. Não se perdeu no papel que exerce na vida de Bee. Isso eu gostei. Enfim o livro não é excelente, mas quem quer uma leitura leve e despretensiosa esse é ele.

Abaixo algumas passagens que separei. Gente como esse Dominic tinha cisma com a bunda da garota. Sério se continuasse podia virar caso de psicólogo. Enfim recomendo o livro, leitura com um leve toque hot.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Pérolas Literárias - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo