13 de dezembro de 2016

Resenha - Dividindo Mel, Iris Figueiredo.

Autor: Iris Figueiredo
Título: Dividindo Mel
Ano: 2011
Páginas: 200
Editora: Draco

Todo mundo sabe o que é se apaixonar: o frio na barriga, os abraços, os beijos e os sorrisos. Só que ninguém gosta quando o relacionamento dá errado e termina de uma hora para a outra, sem explicações. Melissa sabe muito bem disso. Afinal, ela nem chegou a duas décadas de vida e possui uma lista de ex-namorados (e alguns ex-qualquer-coisa-indefinida) maior do que gostaria. Mel prometeu para Rebeca, sua melhor amiga, que agora iria focar em seu futuro e deixar os relacionamentos para depois, pois tendiam a terminar mais rápido do que começavam. O que ela não esperava era conhecer, por acaso, um cara maravilhoso que parecia o Príncipe Encantado com quem tanto sonhou. E, menos ainda, que seu melhor amigo voltaria para a cidade trazendo consigo um monte de lembranças e acontecimentos especiais. E agora, como ficará o já cansado coração da dividida Mel?

Venho com mais uma resenha de um livro nacional para vocês.

Bom, li o livro por recomendação de Cris Gomes e confesso que achei o livro mediano. Cris adorou e se identificou com a protagonista rs. Ok parando de divagar vamos lá!!!

Ahh achei a protagonista Melissa Prudente (Mel) muito superficial, imatura e chata. Acham que sou radical? Ultimamente estou sendo, mas não que tenha desgostado do livro, desgostei sim da protagonista de Dividindo Mel.

Rebeca sua melhor amiga fez muito mais meu estilo, sempre interferindo na hora certa e falando a verdade (com carinho), para Mel.

Mel inconstante em suas paixões. Gente sério não concebo ninguém se apaixonando e desapaixonando assim é muita loucura. Ela, depois de mais um fora decide que irá se abster de namoro por um tempo só para trombar com um cara perfeito (assim diz ela e eu concordo) e se encantar. Ta ok até aí eu não culpo a garota por ter mandado a promessa pras cucuias, mas o que se segue é um #PELAMORDEDEUS.

Mel como disse é inconstante em suas paixões o que me passou a impressão, foi que ela não sabe o que quer. Bom, conhece o perfeito Ricardo, cara gentil, lindo e tudo de bom, que quer algo sério com ela e claro Mel cai de quatro, cinco conhecem-se se curtem e vai tudo bem até que


Mateus amigo de infância de Mel volta para a cidade e Mel é claro começa a enxergar o amigo de forma diferente, mas nega até não poder mais.

Ai começou o B-A-BA do amor Emoji20. Sério ela sempre quis um cara legal que quer algo sério e quando finalmente encontra simplesmente depois de um tempo começa a mudar de ideia.

Não gostei, achei como já falei, que Mel foi inconstante em suas paixões e agora fico me perguntando se ela vai mudar de ideia novamente.

Deixo claro que AMEI o Ricardo acho que ele merecia mais e que ele fez certo no final Rick te apoio rs.

Vocês devem estar se perguntando: Mas o Mateus não era o melhor para Mel? Não, não era, terminei a leitura com a impressão de não ter conhecido o Mateus, sim eu sei, ele é o amigo de infância o menino da casa ao lado, mas ainda assim achei que faltou uma apresentação melhor dele, ser o amigo de infância e vizinho não conta muito.

Recomendo para quem quer relaxar, li em apenas algumas horas e curti mesmo querendo torcer o pescoço da Mel a maior parte do tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Pérolas Literárias - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo