11 de dezembro de 2016

Resenha - De Volta Para Casa, Karen White.

Autor: Karen White
Título: De Volta Para Casa
Ano: 2013
Páginas: 448
Editora: Novo Conceito

Cassie Madison fugiu de Walton, Geórgia, para Nova York quando soube que sua irmã, Harriet, e seu amor, Joe, tinham-na traído e iam se casar. Ao chegar em Manhattan, sua ideia era se reinventar, mergulhar de cabeça na carreira e até mesmo perder o sotaque provinciano. Tudo para apagar seu passado marcado pela traição e por uma família que não lhe tratara com o devido cuidado.
Mas, numa noite, um único telefonema de sua irmã trouxe de volta tudo que ela pretendia esquecer. Com o pai muito doente, ela foi obrigada a fazer a viagem de volta e, enquanto arrumava as malas, seus maiores medos eram que o pai morresse sem que ela pudesse estar com ele e... encontrar a família feliz que Harriet e Joe tinham construído.
Já em Walton, Cassie percebe que enfrentará uma imensa batalha particular, porque, afinal, ela não consegue deixar de amar seus sobrinhos — e nem deixar de se sentir em casa, naquela cidadezinha de sua infância.
Enquanto se divide entre o rancor e a esperança, velhas e queridas lembranças e uma mágoa insustentável, o destino arrumaria uma forma de aproximá-la do que realmente importa: o verdadeiro amor.

Cassie Madison teve sua vida completamente mudada quando sua irmã Harriet foge com seu noivo e o amor de sua vida Joe. A traição doeu tanto em Cassie que ela decidiu ir embora de Walton, Geórgia para a grande cidade de NY.

Cassie passou 15 anos longe de casa e sem rever a irmã ou conhecer os cinco sobrinhos que nasceram da relação de sua irmã com Joe. Mas tudo muda em uma noite ao receber um telefonema de sua irmã dizendo que seu pai está doente e que talvez não resista. Claro que Cassie não pensa duas vezes em deixar a cidade de NY, o trabalho e claro o noivo e ir para Walton, para o seu pai, para casa. Mesmo ela não acreditando que Walton seja ainda a sua casa.

Cassie apesar de ter sofrido muito com a traição de sua irmã e Joe não demonstra nada. Não temos brigas e nem acusações de traição. Cassie não consegue ficar indiferente aos seus sobrinhos apesar de tudo. Tentei muito odiar Joe e Harriet, mas foi impossível, percebemos durante a leitura do livro que eles foram feitos um para o outro. Apenas a forma como decidiram as coisas há 15 anos que não foi a correta. Fugir nunca é a resposta para os problemas e Cassie descobre que ter fugido de casa talvez não tenha sido a resposta certa.


A cidade de Walton ainda está no sangue de Cassie, aqui se faz um bom uso do ditado que é mais ou menos assim; “Você pode tirar a menina da cidade pequena, mas não pode tirar a cidade pequena de dentro da menina”. Cassie pertence a Walton, pertence a sua família e está mesma família pertence a Cassie.

O desfecho do livro realmente foi de arrancar lagrimas e me deu um baita susto. Não acreditei que a autora resolveu encaminhar a história desta forma, mas ficou bem claro que na vida perdão, amor, amizade e família devem ser preservados, não se sabe até quando teremos essas dádivas.

Por fim recomendo o livro para as românticas incuráveis e para quem quiser chorar um pouquinho rs ;)!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Pérolas Literárias - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo