29.8.17

Sonhos de Avalon - Bianca Briones.

A editora Bertrand Brasil abriu a pré-venda do novo livro da escritora Bianca Briones, autora da série Batidas Perdidas do Coração. A premissa do livro promete nos levar direto para dentro da história de Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda.



Quem nunca sonhou em viver na Idade Média com Arthur e os cavaleiros da Távola Redonda? E se todas as versões já retratadas fossem uma tentativa de Merlin, poderoso feiticeiro do rei, de mudar o destino?
O primeiro volume de Sonhos de Avalon, de Bianca Briones.
O mito do Rei Arthur recontado de maneira totalmente original e com protagonistas jovens femininas Quem nunca sonhou em viver na Idade Média com Arthur e os cavaleiros da Távola Redonda? E se todas as versões já retratadas fossem uma tentativa de Merlin, poderoso feiticeiro do rei, de mudar o destino? O primeiro volume de Sonhos de Avalon traz a história de Melissa, uma jovem do século XXI, predestinada a voltar à Idade Média para se casar com Arthur e salvar a Britânia e a magia. Porém, quando sentimentos são envolvidos os resultados podem ser imprevisíveis. Dividida entre a responsabilidade que lhe foi dada e a voz de seu coração, Melissa terá que tomar uma decisão que mudará sua vida e a de todos que a cercam.

22.8.17

Resenha - Morra Por Mim, Amy Plum.

"Depois que seus pais morrem em um acidente de carro, Kate e sua irmã, Georgia, vão morar com os avós em Paris. Enquanto Georgia encontra na balada a cura para sua tristeza, Kate é mais introspectiva e se recusa a sair e se divertir, até resolver ir para um café com seus livros para tomar um pouco de sol. Ela conhece Vincent, um belo e misterioso garoto parisiense. Ao se relacionar com o menino e descobrir sua história, Kate tem que escolher entre deixar sua paixão de lado e seguir a vida em segurança, e assumir seus sentimentos e toda a complicação que seria namorar alguém imortal e com inimigos, e mudar para sempre sua vida.
"Eu sabia que existia algo diferente em Vincent. Eu tinha sentido isso, mesmo antes de ver sua foto no obituário. Era algo distante de mim, e muito obscuro para eu conseguir entender. Então eu ignorei. Mas agora vou descobrir quem ele é."
Morra Por Mim foi uma releitura, na verdade eu já tinha lido esse livro a uns anos atrás e me lembro que aguardei o final da trilogia com muita ansiedade, quando enfim foi publicado corri e comprei, mas nessa vida de leitora acumuladora (quem se identifica?) fui passando outros na frente. Quando decidi ler o terceiro e último livro eu percebi que seria melhor reler os outros dois e foi o que fiz. Então hoje vou comentar com vocês, amigos leitores, um tiquinho dessa leitura.

Eu amo literatura fantástica, vampiros, lobisomens, bruxas, fadas e o que mais existir de fantasia nesse meio e quando li a proposta da autora eu me enchi de curiosidade. Caí de cabeça nessa leitura e entrei na Paris dos dias atuais, mas habitada por extraordinários seres conhecidos como Revenants.

Os Revenants são pessoas que morreram salvando a vida de alguém. Após três dias da sua morte o Revenant desperta e depois durante três dias no mês ele "morre" no 1º dia tanto o corpo quanto a mente estão literalmente mortos, o corpo está até mesmo duro. No 2º dia somente a mente desperta assumindo a forma "Volant" eles estão perto, mas são capazes de se comunicar apenas com os da própria estirpe, como eles se chamam. Já no 3º dia tanto o corpo quanto a mente desperta. Eles ficam fracos e após uns dias a força vai retornando. Para se manterem jovens eles precisam literalmente morrer, isso mesmo, eles morrem salvando a vida de alguém e voltam a ter a idade que tinham quando morreram da primeira vez.

Os Revenants sentem compulsão pela morte, necessidade talvez como o vampiro do sangue, bruxa de magia, a verdade é que eles envelhecem apenas se quiserem e forem fortes para lutar contra a vontade de morrer.

Kate está chegando em Paris com a irmã Georgia. As duas acabam de perder os pais e se mudam para viverem com os avós, Mamie e Papys. Kate está tentando superar essa perda tão significativa em sua vida, em um país novo. Todos os dias ela sai e vai para um dos milhares de cafés que existem em Paris e em um desses ela acaba se encontrando com Vincent.

1.5.17

Resenha - Espero Por Você, Jennifer L Armentrout.

Algumas coisas valem a pena esperar. Algumas coisas valem a pena experimentar. Algumas coisas não devem ser mantidas em silêncio. E, por algumas coisas, vale a pena lutar. Avery Morgansten precisa fugir. Ir para uma faculdade a centenas de quilômetros de casa foi a única forma que encontrou para esquecer o acontecimento fatídico que, cinco anos antes, mudara a sua vida para sempre. O que não estava em seus planos era atrair a atenção do único rapaz que pode mudar totalmente a rota do futuro que Avery está tentando construir. Cameron Hamilton tem um metro e noventa de altura, impressionantes olhos azuis e uma habilidade notável para fazer com que Avery deseje coisas que ela acreditava terem sido roubadas irrevogavelmente dela. Envolver-se com ele é perigoso. No entanto, ignorar a tensão entre eles — e despertar um lado dela que nunca soube que existia — é impossível. Até onde ela estará disposta a ir e o que fará para esquecer o passado e viver aquela relação intensa e apaixonada, que ameaça ruir todas as suas certezas e fazê-la conhecer um mundo de sensações que julgava estar negadas para sempre?
Eu adoro new adult simplesmente amo e com esse não seria diferente né gente. Cam é um cara maravilhoso que entende e respeita Avery do jeito que ela é. Com as limitações que ela tem.
Ele antes de se tornar qualquer coisa a mais para ela, ele é seu amigo. Aos poucos ele vai ganhando espaço na vida de Avery e descobrindo uma mulher extraordinária por baixo de todos os medos e receios dela em um envolvimento.

Avery passou por coisas que poucas pessoas são capazes de suportar e sem apoio de ninguém, nem família e nem amigos. Para superar ela se muda para longe de todos os seus pesadelos querendo uma nova vida entra na faculdade e espera levar uma vida normal. Deixar o passado para trás parece ser fácil, mas logo ela descobre que não é.

29.4.17

Resenha - O Descompasso Infinito do Coração, Bianca Briones.

Clara acaba de descobrir a traição do marido. Com dois filhos pequenos e a baixa autoestima que a consome, ela vê sua vida mudar drasticamente, apesar do desejo de permanecer na zona de conforto.
Bernardo é apaixonado por Clara desde a adolescência. Agora ele tem a chance de conquistá-la e mostrar que os dois devem finalmente ficar juntos. Mas o que parece tão simples, para ele, é complexo demais para ela.
Enquanto Bernardo é preenchido por certezas, o coração de Clara é inundado de receios, traumas e dúvidas.
Como viver o presente quando o passado não deixa você olhar para frente? Será que um coração despedaçado pode recuperar a capacidade de amar?
E o mais importante: como se entregar de corpo e alma quando não se consegue amar nem a si mesma?
Em O descompasso infinito do coração, Bianca Briones mostra que o verdadeiro amor pode resistir ao tempo e a cada obstáculo que a vida lhe impõe. Esta é uma história intensa e comovente de segredos, paixão e amizade. É a última chance de dois corações que cansaram de viver separados.

Olha é difícil começar essa resenha, pois eu amei o Bernardo, mas não curti a Clara de jeito nenhum.

Com dois filhos e tendo que pensar bem em o que fazer da vida após a traição do marido Clara nos mostra que consegue dar a volta por cima e tenta levar uma vida normal. Como toda boa mãe ela coloca os interesses dos filhos em primeiro lugar.

Bernardo sempre foi apaixonado pela Clara, nós sabemos bem disso, e quando descobre que ela está separada tudo o que quer é prestar apoio como um amigo, mas logo os sentimentos tomam a frente e eles ficam juntos. Bernardo se entrega de uma forma linda para Clara, mesmo com a relutância dela em engrenar com ele uma relação ele não desiste.

Clara é insegura de si mesma como mulher, mesmo sabendo que é uma boa mãe, como mulher ela não se reconhece e não se acha atraente, com traumas de infância ela pode ser considerada em alguns momentos, frágil até. Aos poucos ela vai descobrindo quem ela é e o que ela quer da vida.

28.4.17

Resenha - A Rosa e a Adaga, Renée Ahdieh.

A esperada continuação de A Fúria e a Aurora, inspirado no clássico As mil e uma noites Sherazade chegou a acreditar que seu marido, Khalid, o califa de Khorasan, fosse um monstro. Mas por trás de seus segredos, ela descobriu um homem amável, atormentado pela culpa e por uma terrível maldição, que agora pode mantê-los separados para sempre. Refugiada no deserto com sua família e seu antigo amor, Tariq, ela é quase uma prisioneira da lealdade que deve às pessoas que ama. Mas se recusa a ficar inerte e elabora um plano. Enquanto seu pai, Jahandar, continua a mexer com forças mágicas que ele ainda não entende, Sherazade tenta dominar a magia crescente dentro dela. Com a ajuda de um tapete velho e um jovem sábio e tempestuoso, ela concentrará todas as suas forças para quebrar a maldição e voltar a viver com seu verdadeiro amor.
Demorou a engrenar a leitura, mas depois foi só amor.

Gostei bastante da conclusão, só acho que poderia ter tido um final menos corrido. Tem uma morte bem desnecessária nesse livro que partiu meu coração... Não precisava apelar 💔.

Tariq conseguiu se superar, mas não de um jeito bom achei que nesse livro ele fosse mostrar quem era o "Falcão Branco" pois prometeu no primeiro livro é do deixou a desejar. Cometeu um erro que poderia ter sido terrível e colocado tudo, mas tudo meeeesmo a perder.

© BLOG PÉROLAS LITERÁRIAS- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por MK DESIGNER E LAYOUTS